Carta ao Velho Milton…Bobagens e mousse de chocolate

Chapada Diamantina, 05 de junho de 2016.

Caro amigo Milton,

Peço desculpas pelas besteiras que digo as vezes, é que, em alguns momentos, em meio ao ócio criativo, digo mais do que os ouvidos possam suportar. Dentre todas as bobagens que eu já disse, talvez a maior de todas seja a de que, “devemos viver da forma como nos sentimos bem”.

Ora, se o que eu disse é uma verdade, imagine se eu saísse pela rua vestido de Batman meu amigo? E se eu resolver esticar minha rede na varanda e ficar ali, atoa, só ouvindo a grama crescer? Pior, e esse eu resolvesse parar definitivamente de trabalhar, em empresas ou atividades que não me deixe feliz e fosse produzir algo que realmente me desse prazer e alegria? Como escrever, fotografar, atuar, jogar bocha, fazer mousse de chocolate, etc, etc?

Já te convenci que só falo bobagens? Ainda não?

Raciocine comigo, para viver da forma como você vai se sentir bem e feliz você terá de abrir mão do seu emprego seguro, do seu salário estável, pior ainda se você é qualificado e ganha acima de 10 salários. Terá de abrir mão do plano de saúde, além de outros benefícios. Terá que abandonar os compromissos que você tem por causa do trabalho e as pessoas com quem você convive. Tudo bem que você precisa fingir gostar desse ou daquele as vezes, mas isso é normal, tem em toda empresa. Será preciso abandonar as metas produtivas, elas nunca acabam é verdade. Em resumo, tem que ser completamente desajuizado para fazer uma coisa dessas.

Eu percebi o tamanho da idiotice que falei quando fiz uma reflexão profunda na vida. Perceba, eu estudei com afinco no colegial, naquela época era colegial hoje não sei como chamam, estudei uma infinidade de coisas para superar desafios que me impuseram, mesmo assim, consegui passar no vestibular e cursar a faculdade com honra, o orgulho de uma família de cortadores de cana. Percebe como é muita idiotice passar por tudo isso e do nada, tirar uma frase imbecil destas? “Devemos viver da forma como nos sentimos bem”. E daí que depois de cinco anos na faculdade eu utilize somente 5% do que foi aprendido lá? Isso é tão normal quanto ter um emprego que não gostamos! Parafraseando Palahniuk, você tem um emprego que não gosta para poder comprar coisas que não precisa. E daí? Isso é normal, 99% das pessoas fazem isso. Conheço muitas pessoas que colecionam coisas, canecas, bonecos, chaveiros, menos livros, roupas, mais sapatos que os pés podem calçar, enfim, isso é normal, é seguro e socialmente aceitável. A economia precisa de nós, temos que produzir indefinidamente pois temos que sustentar o nosso consumo igualmente infinito.

Acho que agora consegui convencê-lo. As pessoas devem ficar firmes em suas vidas e esquecerem essas bobagens de liberdade, alegria, felicidade ou sentir-se bem, Batman ou mousse de chocolate. Foi somente um lapso, um equívoco de minha parte caro amigo.

Sem mais coloco-me a disposição para fazermos aquela trip que tínhamos planejado no último mês.

Saudações Bruce.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: